O impacto dos sistemas legados na Transformação Digital

Dar condições para a transformação digital acontecer, deixou de ser uma tendência de mercado e se tornou um movimento necessário para empresas que buscam evoluir seus negócios tradicionais ou recentes. Sistemas antigos nos trouxeram ao ponto que estamos, mas firmar compromisso com recursos ultrapassados, não nos leva para um futuro promissor, muito menos inovador.

Modernizar processos vai além da área de TI, também envolve capacitação de equipes, realinhamento de serviços, mudanças de valores e adaptação aos novos padrões de produção. Muitos métodos atuantes no mercado ainda hoje, são na verdade de sistemas legados, ainda da década de 90, os quais não dialogam com novos recursos, nem seguem parâmetros de segurança confiáveis.

Sistemas antigos funcionam com mecanismos frágeis de segurança e têm funções despreparadas para lidar com um alto fluxo de dados. Muitos não são providos de técnicas de defesas contra os mais variados ataques digitais e acabam não garantido proteção em alta escala. Transformar digitalmente não é uma necessidade pontual, mas sim, é urgente hoje e continuará sendo essencial amanhã. Preocupada em antecipar recursos do futuro, a transformação digital não existe com limites colocados por sistemas antigos.

A eficiência operacional é a chave que abre caminhos para a jornada digital. Com base nisso, podemos entender que o sucesso de agora depende da agilidade com a qual produzimos e da qualidade de nossos processos ou produtos. O maior problema em trabalhar com sistemas legados, é a falta da disponibilidade de dados para métricas que orientam ações. É impossível agir com estratégias assertivas, quando não temos dados precisos em tempo real.

Como escalar soluções para diversos setores ao mesmo tempo, quando não temos sistemas capazes de mensurar os problemas?

A sistematização operante precisa acompanhar a evolução da empresa e ter eficiência no mesmo nível que o mercado exige. O objetivo continua sendo simples: fazer mais em menos tempo, gerando excelência operacional e agregando valor ao que é produzido. Inovar pode ser simples e precisa ser sustentável. Não existe sistema ou processo que não possa ser transformação e modernizado. Desde que a implantação do novo seja simplificada, podemos criar um ambiente onde seja possível elevar o potencial de serviços através de novas tecnologias e evoluir sistemas legados gradualmente.

Se adaptar ao novo modelo de produção e consumo, é algo que empresas só alcançam quando transformam digitalmente seus próprios processos. A alta demanda não pode ser encarada como um problema e nem um obstáculo para corporações. Trabalhar em grande escala é qualidade desenvolvida através de recursos como automação de serviços, operações em cloud, gerenciamento simultâneo de sistemas, monitoramento em containers, análises de dados em tempo real etc.

 Devemos reconhecer a contribuição válida dos sistemas legados até aqui e migrar para novas tecnologias por meio de decisões conscientes.

A transformação digital pode ser um processo evolutivo, mas precisa começar quanto antes. A empresa que não inova, acaba perdendo a capacidade de produzir aquilo que o mercado pede, no tempo que a demanda espera e da forma que o cliente deseja.

Tecnologias Essenciais na Transformação Digital

Inovar virou requisito indispensável para quem visa uma presença forte no mercado. O digital deixou de ser opcional e agora ocupa uma posição de liderança no conjunto de ações que moderniza serviços. Seguir novos padrões comerciais é fator determinante para organizações que buscam eficiência e consolidar sua marca.

Para entender o poder que o digital alimenta, podemos abordar um case nacional de sucesso.

Só em 2018 a empresa Magazine Luíza ampliou seus serviços online em 60% e já em 2019 36% da sua receita venho do digital

André Fatala, Diretor Executivo de Tecnologia

Só a transformação digital cria novas possibilidades de crescimento em um curto espaço de tempo e com extrema eficiência.

Aumentar a capacidade de inovação pode ser feita por vias técnicas em parceria com novas ideologias. A utilização de tecnologias essenciais são ferramentas necessárias para o andamento evolutivo de negócios e de empresas. Modernizar a área de TI é permitir a digitalização de sistemas e processos. Para auxiliar nessa tarefa, devemos nos apoiar em estratégias baseadas no uso de recursos digitais.

Modernizar aplicações é saber identificar o ultrapassado, abrindo mão de suas limitações e aderindo ao que existe de melhor na tecnologia atual. Sistemas que não foram pensados para serem continuamente evoluídos, acabam afetando resultados e atrasando procedimentos. Alta produção com segurança analítica e flexibilidade de métodos, são valores novos que o suporte antigo não acompanha nem pode oferecer. É impossível ter crescimento quando trabalhamos restrito ao antigo.

O mercado de agora exige que nossa base de trabalho dialogue com múltiplas plataformas. 80% das aplicações atuais usam PHP de alguma maneira e saber controlar vários protocolos de comunicação é um referencial adotado para satisfazer o novo modelo de consumo. O uso de containers, por exemplo, orquestra soluções diferentes e compartilha armazenamento com linguagem simplificada. Sua capacidade de se comunicar com diversos sistemas, acaba facilitando uma infinidade de serviços ao mesmo tempo e respeitando a autonomia processual de cada um deles.

Cloud é outra tecnologia essencial e através dela acentuamos a transformação digital que precisamos. Com uma logística simples e adaptável, implementamos qualquer tipo de atividade digital, seja via armazenamento ou compartilhamento, independentemente da distância ou local. A disponibilidade de recursos computacionais por meio da internet, é vantagem própria das soluções em cloud.

Construir sistemas através de processos consistentes, sustentáveis e ágeis, já é possível com práticas de DevOps. A integração contínua de serviços autônomos e a confiabilidade dos processos automatizados, vem possibilitando a criação de um ecossistema para uma produtividade assertiva e um aproveitamento maior do tempo de produção via Agile. A entrega do produto é agilizada e o consumidor também aproveita essa vantagem.

Transformar digitalmente só é possível com o desenvolvimento operacional via inteligência artificial, como as citadas até aqui e entre outras. Não existe lucratividade nem qualidade na espera. O mercado precisa de corporações equipadas de soluções eficientes hoje, agora e não depois. Dentro de qualquer objetivo, modernizar digitalmente é a única escala certa para evoluir e progredir.