Hiperautomação: conheça os diferentes níveis de automação

A automação inteligente traz um novo estágio na hiperautomação, permitindo que as empresas aumentem ou diminuam rapidamente a escala na produção e adotem novos modelos operacionais.

Embora a automação de cada tipo de trabalho agregue valor, a aplicação da automação inteligente ao trabalho especializado e entre empresas permite a transformação em um novo nível. A IA e a automação se unem para mudar a maneira como humanos e máquinas interagem para analisar dados, tomar decisões e executar tarefas em um fluxo de trabalho ou sistema. Como resultado, temos processos mais rápidos e tempos de espera do cliente mais curtos.

Porém a implantação da Hiperautomação em toda a empresa também traz desafios, mas eles não estão na tecnologia em si. De acordo com uma pesquisa da Forrester feita com tomadores de decisão globais, 26% disseram que enfrentam desafios com a cultura e o gerenciamento de mudanças. Além disso, 25% acreditam que existem lacunas em sua estrutura organizacional, alinhamento e prontidão.

Neste artigo, vamos explicar quais são os diferentes níveis de automação e como eles evoluíram para a hiperautomação aplicada em toda a empresa.

Como funcionam os diferentes níveis de automação?

Automação é um termo para aplicações de tecnologia onde a entrada humana é minimizada. Isso inclui automação de processos de negócios (BPA), automação de TI, aplicativos pessoais como automação residencial e muito mais.

A automação tem evoluído ao longo do tempo, agregando cada vez mais as novas tecnologias. Ela pode ser dividida em:

Automação básica: A automação de tarefa básica elimina a necessidade de realizar manualmente o trabalho repetitivo que envolve dados estruturados. O fluxo de trabalho básico e o software de automação de processo robótico (RPA) são frequentemente usados aqui para eliminar erros e acelerar o trabalho transacional.

Automação avançada: A automação avançada eleva a automação básica alguns níveis ao reunir humanos e máquinas para dar suporte a processos de ponta a ponta. A automação avançada pode lidar com dados não estruturados e usa recursos de automação como processamento e análise de linguagem natural para apoiar o trabalho que exige mais experiência do que as tarefas de rotina.

Automação inteligente: Nesse estágio, os recursos de IA e outras tecnologias de automação avançada ocupam o centro do palco para realizar ações que requerem pouca intervenção humana. A automação inteligente possui raciocínio e capacidades de aprendizagem que podem analisar grande parte das informações operacionais, reconhecer padrões e executar tarefas de forma independente.

A hiperautomação, por sua vez, é a fusão de aprendizado de máquina, software e ferramentas de automação para maximizar o número de processos de automação.

A hiperautomação em toda a empresa traz diversos benefícios:

  • Melhora a precisão e a velocidade do trabalho de rotina, suplementando as pessoas com bots;
  • Reduz o fardo causado pela papelada e as exigências de conformidade regulamentar, digitalizando e facilitando o gerenciamento de vários tipos de documentação;
  • Reduz o trabalho departamental com aplicativos de baixo código que lidam com processos que de outra forma envolveriam documentos e planilhas difíceis de gerenciar enviados por e-mail;
  • Aumenta a produtividade dos especialistas, auxiliando-os com percepções mais profundas e recomendações de ação;
  • Oferece experiências do cliente do início ao fim com processamento direto e permite a integração das operações de negócios em toda a empresa em um processo personalizado e simplificado.

Recursos utilizados na automação inteligente em toda a empresa

A seguir, apresentamos os principais recursos utilizados na hiperautomação realizada em toda a empresa.

Mineração e modelagem de processos

Possibilita a análise e otimização de negócios processos baseados em dados de log de eventos. Dados algoritmos de mineração são aplicados para identificar tendências, padrões e detalhes. A mineração e modelagem de processos permitem que você:

  • Compreenda os fluxos de processos e tarefas existentes para identificar áreas para melhoria;
  • Gere modelos de processo;
  • Analise o impacto do desempenho dos KPIs;
  • Simule processos futuros usando análise what-if para ajudá-lo a começar novas automações com maior confiança.

RPA e mão de obra digital

O Robotic Process Automation (RPA) se refere ao us