Containers e Cloud Paks: facilitando o processo de adoção de nuvem

artigo-ibm-cloudpaks

Moldar um operacional sem ampla flexibilidade e conectividade, é inviável para qualquer negócio que busca crescimento proporcional ao seu objetivo e expectativa. Recursos de containers, como base principal dos IBM Cloud Paks, agregam ainda mais agilidade e mobilidade para a conexão das soluções.

É necessário proporcionar alta capacidade de adaptação e integração

Para adquirir mais portabilidade, rapidez e segurança, o conjunto de IBM Cloud Paks baseia sua solução em uma unidade de containers. Com o auxílio dessa tecnologia, fica fácil virtualizar sistemas operacionais e isolar processos para controlar melhor a usabilidade de espaço, cloud e memória.

Por serem compactos, ágeis, leves e portáteis, os containers são facilmente integrados aos Cloud Paks e lidam muito bem com multiplataformas.

Diferente de uma máquina virtual tradicional (MV), os containers fornecem um nível de virtualização superior, servindo de espaço para compartilhamento de sistema operacional, biblioteca de dados e aplicativos. É notório como a promoção de portabilidade dos containers, geram ainda mais facilitadores ao processo de adoção de nuvem nos IBM Cloud Paks.

Autonomia com integração sem fragilizar a segurança

As soluções de Cloud Paks são desenvolvidas em arquitetura moderna, a qual é majoritariamente virtualizada e facilmente integrada, sem perder autonomia e sendo absoluta em sua adaptação. Nesse fluxo, os containers ajudam com padrões de suporte para desenvolver aplicativos, executar soluções e regular as implantações de incrementos.

Utilizando containers é possível modernizar e migrar aplicativos para nuvem, sem tempo de inatividade e otimizando o processo de transformação digital dos serviços.

Todos os protocolos de gerenciamento multicloud, desenvolvimento de aplicativos nativos em nuvem e integração com automações facilitando a coleta de dados, são benefícios recorrentes do uso de containers nas aplicações dos IBM Cloud Paks.

É necessário integrar recursos para solucionar com mais exatidão e escalabilidade

Na condução de uma integração segura, temos a orquestração de containers com kubernetes para gerenciar grandes volumes de aplicações simples ou complexas, dimensionando e balanceando cargas de trabalhos simultaneamente. Assim, os Cloud Paks podem monitorar a saúde do ciclo das soluções com muito mais eficiência.

Nessas condições, o uso de software open contribui com a disponibilidade rápida e em grande escala, por meio do compartilhamento aberto e de uma integração imediata.

Em pacotes promovidos pela integração da IBM com a Red Hat, podemos encontrar Cloud Paks compostos por software open e outras ferramentas de arquitetura aberta. O entendimento da importância dos recursos ligados é a prova da necessidade de padrões técnicos munidos de soluções passivas de integração.

Só a ampla conectividade gera múltiplos resultados instantaneamente

Embora a conectividade seja notoriamente fundamental, ainda nos deparamos com infraestruturas fechadas e encontrando dificuldade em tornar suas soluções abertas.

Os IBM Cloud Paks atuam simplificando essa integração e transformando a jornada de migração para a nuvem em um processo mais controlável e satisfatório.

Hoje, não se ganha escalabilidade sem a presença da interação entre soluções e dos benefícios da computação em nuvem.

Posts Relacionados

Comentários