Os avanços em segurança cibernética e privacidade de dados

artigo-security-avancos-dados

A integração quase sem limites promovida pela nuvem é também um fator de preocupação para a segurança da informação. Especialmente em um mundo onde as transformações tecnológicas servem de motor para o desenvolvimento não apenas de novos softwares, mas igualmente de novas ameaças. Para estarem preparados, os sistemas de defesa precisam acompanhar esta evolução e trabalhar através de ferramentas cada vez mais sofisticadas.

Por consequência, é preciso se preparar para o fato de que tudo estará conectado à internet. É importante que as aplicações relacionadas a este meio sejam seguras. Afinal, cada ligação com um destes dispositivos poderá representar uma potencial falha de segurança para a sua rede. É necessário então investir em ferramentas que possam analisar e gerenciar o ambiente de nuvem ao mesmo tempo em que mantém o controle dos ambientes físicos. Isto vai permitir uma maior segurança quando o assunto é IOT, a Internet das Coisas. (Conheça os benefícios de IoT para sua empresa)

É preciso, além de se manter bem informado com relação às boas práticas para segurança da informação, estar sempre de olho nos avanços do setor. Acompanhando a corrida tecnológica atual, o cenário da cibersegurança também funciona em um ritmo de constante mudança. Os profissionais da área precisam estar sempre alerta para conhecer as ferramentas que melhor preenchem as lacunas no processo de detectar e remediar ameaças.

Obviamente, este não é um processo simples. Os dados a serem coletados vêm de variadas fontes, e nem todas fazem parte da sua estrutura de rede. Desde os servidores até os usuários, periféricos, aplicativos, e até sites visitados, devem ser analisados. Como mencionado, a quantidade e frequência desta informação é algo sem precedentes. É por esta complexidade que muitas soluções usadas pelas empresas para a segurança não são mais eficientes.

 

A proteção começa no endpoint

O endpoint é um dos fatores mais importantes para manter a segurança em dia. Ele vai ser responsável por expor onde o seu serviço está hospedado, o modo de acesso e o que pode ser visto. É um elemento de suma importância para uma rede, e um campo de batalha para especialistas em segurança e a infraestrutura de TI. Por conta disto é importante possuir alguma ferramenta para diagnóstico e controle do endpoint.

Um exemplo de ferramenta que pode administrar o montante de informação e reduzir os problemas que as invasões podem causar para a sua rede é o IBM QRadar. Esta solução cuida da detecção de ameaças, vulnerabilidades e riscos operacionais. Ainda há recursos dedicados à descoberta de fraudes e investigações automatizadas que apontam a responsabilidade por acidentes na rede. Com tudo isto a ferramenta leva poucos segundos para detectar uma ameaça e permite que no mesmo momento seja feita a defesa dos seus dados.

Conheça também os benefícios da plataforma de gerenciamento e segurança de endpoints

 

Tecnologia para proteger a informação

Remediar com rapidez os ataques virtuais à sua empresa permite entregar um serviço onde a privacidade de dados dos seus clientes é assegurada. O que não só irá evitar transtornos operacionais, e até legais, para o seu negócio, como vai aumentar o valor percebido do seu serviço frente ao consumidor.

Até mesmo porque a lei de proteção de dados é um grande debate no campo da segurança da informação. Na Europa foi aprovado o GDPR, para regulamentar a forma como os dados dos usuários são geridos. As principais empresas em atuação na internet seguramente vão se ajustar as regras europeias em um futuro próximo. Além destas regras aplicarem-se também a empresas brasileiras, temos por aqui o Marco Civil da Internet. Entre os objetivos desta lei está a proteção dos dados pessoais e a garantia à privacidade dos usuários na rede.

O uso da inteligência artificial também vai colaborar para uma maior segurança da sua infraestrutura. A computação cognitiva traz sistemas próprios para proteção de informação. Saiba como esta tecnologia ajuda na área de segurança e os desafios dos CISOs.

Com estes recursos, não é preciso esperar que um ataque de malware cause dano às suas máquinas para que uma atitude seja tomada. A análise de padrão da sua rede feita por estas ferramentas é tão intrincada que é possível até perceber usuários cujo comportamento seja suspeito ou perigoso para a infraestrutura. A análise ainda permite a identificação de pontos vulneráveis e sugere correções para otimizar a segurança do sistema.

Mas independente da ferramenta utilizada, o que não se pode negar é a importância de se investir na segurança de dados para a sua empresa. No mundo superconectado de hoje não se pode ignorar as ameaças virtuais. Nenhum empreendimento que se preze funcionaria sem segurança ou um bom seguro. Então não deve ser diferente para a infraestrutura de TI.

Para ficar mais informado, conheça os principais desafios da área de TI em segurança e os aspetos legais da cibersegurança e ciberdefesa em nossos artigos.

Posts Relacionados

Comentários