O que você precisa saber sobre Comunicação Interna para Gestão de Crises?

Momentos de crises são tão presentes na nossa história que podíamos dizer que eles fazem parte da vida.

Apesar de alguns dizerem coisas como “crises são momentos de oportunidades”, o fato é que ninguém quer passar por elas, concorda?

Se crises fazem parte da vida, como não fariam parte das empresas, afinal, empresas são feitas de pessoas.

Porém, em momentos de crises se destacam dois tipos de empresas:

  •  Aquelas que se preparam ou tem um plano para momentos de crises;
  •  Aquelas que improvisam a comunicação interna no momento de crise.

Sua empresa faz parte de qual grupo?

Eu sei, é difícil prever o momento e a proporção de uma crise, mas, sabia que existem maneiras de usar a sua comunicação interna para minimizar (ou quem sabe eliminar) qualquer tipo de crise?

Eu não estou falando de segredos que só os profissionais mais experientes conhecem, ou sobre ler dezenas de livros de teoria da comunicação.

Na verdade, talvez você já esteja fazendo isso agora mesmo. Porém, se você as entender e aplicar com frequência, você terá uma comunicação interna forte o suficiente para suavizar os impactos de qualquer crise.

Então, o que eu preciso fazer para ter uma comunicação interna forte o suficiente para enfrentar qualquer crise?

Neste artigo oferecido pela SimbioX, você verá exemplos de como empresas usaram a comunicação interna para superar crises.

Além disso, veja 4 dicas para você aplicar agora mesmo na sua comunicação interna e torna-la forte o suficiente para enfrentar qualquer tipo de crise.

Preparado? Então, vamos lá.

O papel do time de comunicação em meio a uma crise

Quando pensamos em crises nas organizações, as primeiras pessoas que nos vem à mente são os diretores, presidentes, RH ou Comunicação. Claro, isso faz sentido, afinal são pessoas e áreas com poder de decisão dentro das companhias.

Aliás, isso torna o papel desses agentes ainda mais importante, pois recai sobre eles o dever de mostrar as soluções para a crise.

Porém, essa situação apenas acontece quando os colaboradores não sabem a quem recorrer em momentos de crise. Ou seja, não foi informado para eles quem ou como solicitar a ajuda em momentos como esse.

É como se você estivesse em pleno mar e acontece algum imprevisto – como uma tempestade que sacode todo o marco, por exemplo. Então você vai procurar o capitão do navio em busca de ajuda, mas descobre que ele não está no barco.

Desesperado, você busca ajuda de qualquer pessoa com aparência de autoridade, mas corre o risco de receber informações desalinhadas ou confusas.

Aí que entra o papel do time de comunicação como “porta-voz do capitão do navio”. Apesar de não serem responsáveis pelas decisões da empresa, cabe ao departamento de comunicação ser o primeiro a se pronunciar em momento de crise.

Nem sempre o primeiro comunicado será uma resolução, porém, ao informar como a empresa está em busca de uma solução, ajudará a diminuir a ansiedade dos colaboradores.

Como antecipar a comunicação interna para uma situação de crise?

Ok, sabemos que não podemos prever o futuro. Pois, se todos soubessem quando aconteceriam crises, ela não teria esse nome.

Mas, existem formas de descobrir quando acontecerá uma crise na sua empresa.

Quais são elas?

Uma delas é através de uma técnica que a Disney chama de pontos de combustão.

A Disney aplica esses conceitos para identificar lugares nos parques onde há maior chance de haver um problema de atendimento.

Por exemplo, os colaboradores do estacionamento dos parques da Disney ficam posicionados em certas horas do dia para organizar a entrada de carros.

Assim, ao perceberem que os motoristas costumavam esquecer o local de estacionamento do carro após sair do parque, decidiu criar uma lista s