Hyperautomation: como essa tecnologia pode alavancar a produtividade de seus negócios

[vc_row][vc_column][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]A transformação digital é uma realidade para empresas de todos os mercados, tendência que se solidifica e encontra caminhos em novas jornadas, mais sofisticadas e abrangentes. É como podemos chamar o processo de Hyperautomation, movimento de transformação que tem dominado as demandas no setor de tecnologia e chamado a atenção dos especialistas em RPA.

De acordo com Max Cardoso, especialista em RPA da Certsys (consultora de transformação digital em empresas de todos os tipos), quando a automação de tarefas passou para a vanguarda da maioria dos setores nas companhias, algumas começaram  a mudar suas práticas para criar “locais de trabalho inteligentes centrados nas pessoas”, com o objetivo de aumentar o engajamento das áreas de negócio, aumentando a colaboração na implantação de programas de automação.

Nesse percurso, a Hyperautomation se estende por uma variedade de ferramentas que podem ser automatizadas, mas também se refere à sofisticação da automação, não apenas uma tecnologia. “O principal impacto é cultural, promovendo o aumento das capacidades humanas através das combinações de tecnologias para atuar nas frentes de automação”, avalia Max.

Ainda segundo o especialista, o impacto da Hyperautomation está no aumento da viabilidade para se desenvolver rapidamente novos modelos de negócios digitais, ou criar um Digital Twins através do qual as organizações podem testar um novo modelo, sem impactar nos negócios ou na imagem da organização.

No entanto, o momento de ‘febre’ da Hyperautomation não coloca outros processos como obsoletos. Essa tecnologia é um estado de maturidade em que as organizações usam uma combinação tecnologias para identificar e automatizar rapidamente todos os processos de negócios possíveis.

Algumas empresas, como a Certsys, criam os processos para as empresas realizarem essa jornada. É uma tendência de mercado também pelo que a ferramenta pode oferecer em termos de maximização da produtividade: a colaboração entre trabalhadores digitais e humanos aumenta o engajamento, o que promove imediatamente aumento de receita por funcionário nas organizações. Além disso, as organizações tornam-se mais competitivas devido a capacidade de gerar rapidamente novos modelos de negócio, com menor risco e maior previsibilidade.

“Muitas empresas estão buscando “o caminho” para uma jornada de transformação digital. A  Hyperautomation se apresenta como uma estratégia para alcançar estágios de maturidade em que modelos digitais podem ser desenvolvidos e testados. E na medida em que são viabilizados, a empresa dá os passos necessários para a transformação, sem abrir mão do capital humano”, finaliza Max Cardoso, da Certsys.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][vc_column_text]SOBRE A CERTSYS

Eleita como uma das 100 empresas mais promissoras do mundo em implementação de soluções baseadas em tecnologia IBM, a Certsys atua fortemente na Transformação Digital das empresas, liderando grandes mudanças através de tecnologias inovadoras.

Para mais informações sobre a Certsys, visite: www.certsys.com.br[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][vc_column_text]Informações para a imprensa:
Máindi – Engajamento e Performance
Gabriel Proiete – gabriel.proiete@maindi.com.br
André Mendes – andre.mendes@maindi.com.br[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Clientes e parceiros certsys brindam 2019 e falam sobre transformação digital

[vc_row][vc_column][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Em dezembro (12), a Certsys promoveu o evento Data & AI: Transformação Digital, no restaurante Templo da Carne Marcos Bassi, em São Paulo, reunindo parceiros de negócios e clientes em uma grande confraternização.

O evento discutiu como acelerar o negócio com a Transformação Digital e como esse processo pode ser aplicado em diversas áreas dentro de uma companhia. Além disso, convidados das empresas Sompo, Neon, CIP, FIS e Unimed Seguros apresentaram casos de sucesso em parceria com a Certsys.

O momento foi uma forma de discutir um tema de grande relevância, apoiar nossos clientes em sua jornada de transformação digital e brindar o ano de sucesso ao longo de 2019.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][vc_column_text]SOBRE A CERTSYS

Eleita como uma das 100 empresas mais promissoras do mundo em implementação de soluções baseadas em tecnologia IBM, a Certsys atua fortemente na Transformação Digital das empresas, liderando grandes mudanças através de tecnologias inovadoras.

Para mais informações sobre a Certsys, visite: www.certsys.com.br[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][vc_column_text]Informações para a imprensa:
Máindi – Engajamento e Performance
Gabriel Proiete – gabriel.proiete@maindi.com.br
André Mendes – andre.mendes@maindi.com.br[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Tendências de TI para 2018

[vc_row][vc_column][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]Até alguns anos atrás, quando se abordava tendências tecnológicas, tratava-se de projetos que evoluíam de forma distinta e podiam seguir independente das demais, por vezes, se encontrando apenas na parte de produção.
Atualmente, estas tendências são bem diferentes. As tecnologias estão evoluindo de forma que a própria evolução se confunde. Por exemplo, carros autônomos só são viáveis em conjunto com outras tecnologias, como a inteligência artificial.

Esta, inclusive, é uma das tecnologias que, entre todas, deverá ter mais destaque neste ano, dado o impacto da Inteligência Artificial entre tantas tendências e a grande vantagem competitiva que pode agregar às corporações, fornecendo dados de melhor qualidade, aprimorados cada vez com técnicas baseadas em machine learning.

Seu uso será pervasivo, tocando praticamente todas as áreas de negócio. Já é possível acompanhar sua utilização desde sistemas de conversação, algoritmos autônomos, até sua introdução em produtos tradicionais de mercado que já há algum tempo buscavam resultados através da análise de grandes bases de dados – como sistemas de monitoramento, análise de risco e segurança (conheça a visão dos executivos sobre inteligência artificial).

Outra tendência estruturante para 2018 é o IoT – Internet of Things (Internet das Coisas). Todos os anos agrega bilhões de novos dispositivos conectando-se em rede, interligando e coletando todo tipo de dados que a empresa possa ter acesso. Essa aglutinação de dados ganha grande importância quando utilizada junto à inteligência artificial, gerando insights a partir de toda a organização. Os resultados potenciais são novas ofertas, com novos modelos de negócio e novos mercados.

Quando juntamos tecnologias como IoT, modelagem e automação de processos e inteligência artificial, criamos a base para o desenvolvimento de processos relacionados à Indústria 4.0. Em especial, a de Gêmeos Digitais – a virtualização da fábrica, alimentada pelos dados reais coletados através dos sensores ao longo do processo de fabricação, que traz novas ferramentas às empresas, oferecendo novos ganhos de produtividade, previsibilidade e gestão.

Nesta área, teremos mais objetos inteligentes, como carros, drones e robôs, que trarão um grau de autonomia muito avançado, através do uso de sistemas que entenderão o ambiente e de técnicas de inteligência artificial, conseguindo tomar decisões operacionais sem intervenções externas, como visto nos últimos anos com carros autônomos, de forma ainda mais sofisticada.

Outro elemento já bem conhecido e que ganha ainda mais força é a própria Nuvem, ou Cloud Computing. Ela, que inicialmente viabilizou toda uma geração de inovação através da otimização de custos com hardware, transformando-os em commodities, vem evoluindo e agregando cada vez mais valor para as empresas (saiba mais sobre os modelos de nuvem)

Este ano, dentro do uso de cloud, a novidade será a aplicação da tecnologia em relação ao próprio processamento, oferecendo às empresas agregar o processamento de qualquer infraestrutura de nuvem dinamicamente para a execução de aplicações baseadas em containers. Isso traz muito mais facilidade para a integração da nuvem à arquitetura corporativa. Ainda, a nuvem está evoluindo e abrindo espaço para outra tecnologia, o Edge Computing, com foco nos devices de IoT que exigem uma grande quantidade de conexões simultâneas.

A realidade virtual também deverá ganhar mais destaque, com mais projeto de realidade aumentada inclusive, devido a grande expectativa que os dispositivos entreguem percepção visual próxima ao olho humano. Isso deverá acelerar seu uso de dentro do mundo restrito dos jogos para diversas áreas corporativas, como educação, manutenção de equipamentos, turismo, etc.

Mais um grande destaque que já esteve presente no decorrer de 2017 e deve ter ainda mais força este ano é o Blockchain, tecnologia que oferece segurança transacional sem a figura de um gestor central (como um banco que intermedeia a transferência entre duas contas correntes). Cada vez mais a tecnologia deve se desvincular das criptomoedas (como bitcoin) para ganhar vida própria pois, além do potencial óbvio no mercado financeiro, há muitas aplicações em diversas outros segmentos, do agronegócio à área de saúde (