Modernizando e desenvolvendo aplicações através de uma plataforma integrada

Modernizar aplicativos é a prioridade para negócios que buscam por relevância e crescimento sustentável. Desenvolver estas aplicações se tornou critério de comprometimento com os novos padrões de trabalho e consumo do mercado vigente.

Mas, por que modernizar o desenvolvimento de Apps?

Ser capaz de entregar com rapidez os requisitos solicitados pela transformação digital imprime uma urgência em se adequar ao novo perfil de solução que esperamos ter acesso. A modernização dos processos de desenvolvimento de Apps é um método que prepara aplicações para lidar com uma série de mudanças, normas, políticas e culturas.

A jornada de modernização de aplicativos busca atender aos altos padrões de produção e segurança do novo modelo de operação.

O grande desafio desse caminho é justamente a permanência de aplicações tradicionais em meio ao funcionamento dos novos aplicativos desenvolvidos com ferramentas nativas da cloud. Tudo isso sem interromper o trabalho de desenvolvimento e aproveitando a infraestrutura ao máximo. O importante aqui continua sendo o uso consciente dos recursos para melhorar operações e reduzir custos com a manutenção de processos ou sistemas.

Como a modernização aprimora o desenvolvimento de aplicações

Desenvolvedores e arquitetos corporativos trabalham para conectar soluções e integrar recursos, alinhando necessidades de múltiplos setores para acelerar a modernização de aplicativos com mais segurança, conformidade e organização. A mobilidade de operações fechadas para serviços abertos vai unificar o gerenciamento de sistemas para se beneficiar das vantagens da simultaneidade da computação em nuvem. 

Essa migração otimiza aplicativos e permite que desenvolvedores possam criar soluções com execuções ágeis, direto da nuvem, e viabilizar conexões com mais extensão, qualidade e disponibilidade.

Uma plataforma interativa ajuda na governança e no controle das aplicações, além de contribuir com a segurança e apoiar empresas durante o cumprimento das diretrizes de conformidade, políticas e requisitos. Na modernização de aplicativos a flexibilidade e portabilidade dos apps preservam a importância da independência dos recursos e evita a dependência de um fornecedor, apoiando cargas de trabalho do legado, assim como as tarefas nativas da nuvem.

O processo de desenvolvimento de aplicações precisa receber uma transformação digital.

As organizações enfrentam uma demanda de agilizar apps sem comprometer a qualidade da operação, muitos menos fragilizar a segurança integral do negócio. Só a transformação digital fornece esse nível de trabalho e ajuda os agentes de TI no desenvolvimento imediato de soluções maduras. Solucionar problemas urgentes e impedir que outros incidentes aconteçam é manter aplicações modernas ou legadas dialogando com a mesma qualidade e segurança.

Acelerar ações de detecção, correção e prevenção, é fator altamente desempenhado pela transformação digital de processos e aplicativos.

Inovar as metodologias de desenvolvimento de apps e outras soluções, é intensificar a digitalização de produtos, processos e operações. Impulsionar a transformação digital possibilita desenvolver aplicativos mais eficientes, com o menor custo possível e em um curto espaço de tempo. A rapidez que modela o mercado de agora não tem espaço para padrões técnicos antigos, rígidos e limitados. Hoje, o status de solução só é entregue para apps capazes de personalizar seus componentes para ser cada vez mais ágil, assertivo e escalável.

O IBM Cloud Pak for Applications emprega esses novos valores técnicos ao seu modelo sistêmico

O IBM Cloud Pak for Applications modela as aplicações em processos de desenvolvimento de alta velocidade e hiperescala. Com automações aprimoradas, é possível melhorar o ciclo de vida do aplicativo e adicionar inteligência artificial para elevar as competências técnicas da solução. Nesse seguimento, obtemos mais que agilidade, conquistamos mais confiabilidade operacional e adquirimos aplicações de alta performance.

Através do IBM Cloud Pak for Applications a segurança ganha novos padrões de detecção e prevenção contra falhas ou riscos. O objetivo aqui não é apenas corrigir ameças ou erros, mas automatizar tarefas de monitoria e inspeção, por exemplo, e acompanhar de perto o processo de cada fase ou setor, evitando qualquer tipo de prejuízo ao negócio.

Alinhar tecnologia e cultura para obter resultados rápidos e eficientes

Os recursos de DevOps fornecem uma abordagem cultural que estabelece novos direcionamentos de automação e design para criar plataformas ágeis, eficientes e seguras. Nesse sentido, não existe o uso de DevOps sem antes escolher as tecnologias certas e aplicar uma cultura pensada para o negócio. Alinhar os avanços tecnológicos com culturas operacionais inovadoras é disponibilizar serviços de TI com maior aderência, assertividade e controle.

Qual a importância de unir cultura e tecnologia?

É impossível crescer sem a presença de uma cultura organizacional baseada em novas tecnologias e metodologias abertas. Conectar aplicações legadas em soluções novas e infraestruturas modernas é um passo possível quando recorremos aos avanços da computação em nuvem e dos autosserviços.

Escalabilidade com total segurança, mesmo diante de alguma ferramenta obsoleta, só é possível quando nosso fundamento tecnológico é atualizado e preparado para entregar respostas rápidas.

DevOps desenvolve operações de maneira colaborativa, com trabalho interativo e, além de analisar dados, também examina práticas e avalia conceitos para criar condições tecnológicas satisfatórias. Toda mudança pede tecnologias atuais e no fim, a qualidade dessa transformação passa pelo uso de uma cultura organizacional.

Os primeiros passos para o alinhamento

Entenda as necessidades e os objetivos do negócio para, só assim, conseguir determinar o padrão de tecnologia e organização que sua empresa precisa. Essa é a primeira ação antes de qualquer outra medida. A cultura personaliza uma metodologia ideal, condicionada e preparada para desenhar a melhor política operacional possível na realidade corporativa vigente.

Administrar recursos em um ambiente de produção organizado e munido de trabalhos interativos possibilita um grau maior de respostas para solicitações ou mudanças. Através da cultura de DevOps, por exemplo, podemos flexibilizar operações e acelerar resultados, além de aperfeiçoar o aprovisionamento de software e criar autosserviços por intermédio de automações mais ágeis, modernas e integradas aos valores do negócio.

Não existe Tecnologia X Cultura

A tecnologia, quando dialogada com uma cultura bem entendida e praticada, ativa uma metodologia que valoriza desde os recursos tecnológicos até políticas corporativas e protocolos operacionais. Essa junção de valores técnicos e metódicos organiza uma infraestrutura dinâmica e adaptável, sabendo estabelecer ambientes padronizados mesmo em meio aos novos movimentos do mercado.

A cultura ajuda na organização dos recursos tecnológicos e isso resulta em um gerenciamento mais maduro. Essa maturidade técnica é sustentada pela metodologia e isso gera serviços rápidos, como a utilização de automações para tornar operações compatíveis com qualquer infraestrutura ou plataforma.

Promover uma cultura de colaboração alinhada com os princípios tecnológicos é implantar inovações com maior segurança e visando uma experiência de ampla interatividade. Viabilizar uma gestão via cultura aberta é enfatizar a importância da integração de recursos e usar a tecnologia como suporte dessa interação.